15/01/2018 / by pressamazonia / Sem comentários

NOVA YORK – O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), admitiu neste domingo em Nova York que será difícil aprovar a reforma da Previdência. Por outro lado, ele acredita que a piora das contas públicas dos estados pode facilitar a obtenção dos votos necessários. Perguntado se é viável votar o projeto em fevereiro — como quer o governo —, Maia disse que sim, mas, para isso, seria preciso recompor a base do governo e buscar apoio dos governadores.