25/04/2018 / by pressamazonia / Sem comentários

WASHINGTON — Emmanuel Macron tentou apaziguar os ânimos e afirmou, ontem em Washington, que a França aceita negociar um novo acordo nuclear com o Irã, dias após ter afirmado que não existia “plano B” para o caso. Defendendo uma solução política e multilateral para a situação, o presidente francês não apenas ficou no meio de uma escalada crescente de acusações entre os EUA e o Irã, como teve de engolir a crítica que Donald Trump fez ao pacto vigente, firmado na gestão de Barack Obama e defendido pelos europeus: segundo o republicano, o acordo é “terrível”, “insano” e “ridículo”, e jamais deveria ter sido assinado.

Tags: , ,