17/01/2018 / by pressamazonia / Sem comentários

SÃO PAULO E BRASÍLIA — A uma semana do julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), o PT subiu o tom que vem adotando de perseguição política ao partido e ao seu maior líder. Com a possibilidade de condenação em segunda instância de Lula, a senadora Gleisi Hoffmann presidente do PT, radicalizou o discurso e criticou o processo. Nas palavras dela, em entrevista ao site Poder360, para Lula ser preso pessoas vão ter que morrer.

Tags: , ,